Festa da Pitomba: Forró levanta poeira no Monte dos Guararapes

Festa da Pitomba: Forró levanta poeira no Monte dos Guararapes

Sétima noite da Festa da Pitomba foi animada por Vilões do Forró e Alcymar Monteiro

Por Felipe Pinheiro

O céu estava lindo no Monte dos Guararapes. Era a noite do último sábado (02), e o forró tocando no palco ajudava a esquentar os corações de quem acompanhava os shows da sétima noite da 359ª Festa da Pitomba. Milhares de pessoas subiram o monte no sábado para participar das comemorações, que tiveram início no domingo (27) e seguem até a próxima segunda-feira (4), dia em que se comemora o dia de Nossa Senhora dos Prazeres, padroeira do bairro de Prazeres. As bandas Vumbora e Vilões do Forró e o cantor Alcymar Monteiro animaram a festa.

“Costumo vir todos os anos aproveitar os festejos. É uma tradição em nossa cidade. Eu vinha quando criança com meu pai, e agora trago minha família também. O clima é sempre o mesmo, a gente se diverte bastante”, disse o comerciante Antônio José, 42 anos. A Festa da Pitomba acontece em paralelo à Festa de Nossa Senhora dos Prazeres. No polo religioso, missas e celebrações eucarísticas são realizadas todos os dias, desde cedo. Além disso, a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes monta barracas da Feira de Economia Solidária, formada por artesãos e artesãs locais para geração de renda extra para as suas famílias.

Alcymar Monteiro subiu ao palco por volta das 23 horas. Abrindo sua apresentação com a música “Olha para o céu”, de Luiz Gonzaga, o artista levou o público ao delírio com músicas clássicas do gênero. Durante todo o seu show, ele fazia questão de enfatizar a beleza da festa. “Que povo bonito, que festa maravilhosa!”, dizia.

ASSISTÊNCIA – Agentes da Secretaria Executiva de Assistência Social chegaram mais cedo ao Monte dos Guararapes para receber as famílias que chegavam para aproveitar as apresentações artísticas. Eles realizaram ações de sensibilização e abordagem dirigida para o enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes.

O objetivo dessas ações é de sensibilizar e informar à população e aos comerciantes presentes na festa sobre a rede de proteção à violência contra crianças e adolescentes existente no município, além de notificar, através de cadastramento, casos de violação desses direitos durante a festa e encaminhar à rede socioassistencial.

Uma equipe formada por 20 educadores sociais e 1 coordenador realiza a distribuição de material informativo (cartazes, panfletos e adesivos), contendo a rede de atendimento e os canais de denúncia para casos de exploração do trabalho infantil, violência sexual e venda ilegal de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.

SEGURANÇA – Mais de 150 policiais por dia, além de agentes da Guarda Civil Municipal, estão a postos para garantir a segurança de quem participa dos festejos. A Festa da Pitomba é um patrimônio histórico do povo jaboatanense.