Semana de atividades na Casa da Cultura encerra com Festa cigana

A 1ª noite em estilo cigano aconteceu na sexta-feira (28)

Felipe Pinheiro

É em noite de lua cheia que o povo cigano realiza mensalmente os grandes festivais de consagração e reverência, em torno de fogueiras, vinhos e comidas, com danças e orações. Para eles, a lua cheia é o maior elo de ligação com o sagrado. Na última sexta-feira (28), Jaboatão Centro recebeu a 1ª noite em estilo cigano. O evento aconteceu na Casa da Cultura, que durante a semana recebeu a 1ª Mostra de Música Católica de Pernambuco e mais uma edição do Projeto Encontro.

Os grupos Luz e Vida, As Valkírias, Mulheres de Alma Cigana, Ciganos de Luz e o cigano Ramires, além de outros convidados, deram mais brilho à noite cigana, que contou também com a participação de uma taróloga. “Nossa comunidade é vítima de certo preconceito, que foi aumentando com o passar do tempo. A parceria com a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes através deste evento aberto ao público ajuda a desmistificar boatos sobre a índole cigana”, disse Enildo Soares, presidente da Associação dos Ciganos de Pernambuco.

A Casa da Cultura recebe diversos eventos. Mirtes Figueirôa é coordenadora do espaço desde 2012. Nesses três anos, o patrimônio se tornou sede de diversos eventos da Secretaria de Cultura e de outras secretarias da Gestão Municipal. Nas terças e quintas, por exemplo, mais de 200 integrantes do Projeto Caminhando na Praça concentram-se dentro da casa e participam de diversas atividades físicas. “A Casa da Cultura é um importante patrimônio de Jaboatão Centro e de todo o município. Os eventos aqui são para todos os jaboatanenses. Precisamos criar o hábito de prestigiar e valorizar a nossa cultura, que, embora não seja devidamente reconhecida, é bastante rica”, disse a coordenadora.

A semana na Casa da Cultura começou com a 1ª Mostra de Música Católica de Pernambuco. O evento abriu uma semana de diversas atividades no espaço. Na quarta-feira (26), em alusão ao Dia do Folclore, diversas escolas do município participaram de um evento com danças e apresentações temáticas, como o carimbó e o bumba-meu-boi. No dia seguinte, diversos segmentos culturais foram homenageados na terceira edição do Projeto Encontro. Personagens culturais jaboatanenses como o Sr. Dedé, o bacamarteiro mais antigo do município, o carnavalesco Nilzon Elias, da Escola Rebeldes do Samba de Jaboatão Centro, e a rezadeira Lúcia já foram homenageados pela iniciativa municipal de reconhecimento aos personagens que enriquecem a história de Jaboatão.

Check Also

Edital do Ciclo Carnavalesco 2018

A Secretaria Executiva de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer, abre o Edital do Carnaval 2018 …